0 Compartilhamentos 798 Views 1 Comments

4 maneiras de descobrir em qual servidor um site está hospedado

3 de maio de 2016

Existem diversos tipos de serviços de hospedagem de sites. Servidores e empresas de hospedagem existem aos montes, no Brasil, nos Estados Unidos e em vários outros locais do mundo.

Usuários com diferentes perfis e poder econômico podem optar por este ou por aquele host, por motivos os mais diversos. Determinados tipos de servidores e serviços podem ser mais ou menos adequados a determinados tipos de usuários e websites.

Você pode, por exemplo, optar por um plano de hospedagem em regime compartilhado, por um VPS, por um servidor dedicado, por diversos tipos de servidores cloud, etc.

Servidores

Determinar onde um site está hospedado pode ser bastante útil, algumas vezes. Descobrir qual empresa hospeda um website pode ser importante para quem trabalha com web em geral, e até mesmo para fins de pesquisa (de qualidade, de preços, de serviços).

Você pode desejar, por exemplo, descobrir qual servidor hospeda um site que você está certo que possui um grande tráfego, a fim de, quem sabe, optar pela mesma empresa e serviços na hora de hospedar seus próprios sites. Você pode simplesmente estar curioso, também, obviamente.

Existem diversas maneiras de descobrir qual servidor hospeda qualquer website, e neste artigo vamos te apresentar 4 (quatro) delas:

1) A ferramenta WhoIsHostingThis

WhoIsHostingThis

Trata-se de um site criado em 2008, cujo principal serviço (totalmente gratuito) é informar quem hospeda websites. Utilizar o WhoIsHostingThis é bastante simples: você só precisa acessá-lo e então digitar o endereço, a URL, no campo de pesquisa.

WhoIsHostingThis

Rapidamente o serviço informará qual empresa hospeda o site (Hosting provider), além do endereço IP e dos nameservers. A opção “WHOIS”, além disso, levará você até uma página contendo maiores informações a respeito do proprietário do domínio em questão.

O WhoIsHostingThis também conta com outras ferramentas adicionais (todas elas gratuitas) extremamente úteis. Ele oferece um serviço de avaliação, comparação e recomendação de empresas de hospedagem e também algumas análises (tudo em inglês, vale ressaltar) bem interessantes a respeito de diversas empresas da área.

2) Comando nslookup

O comando “nslookup” pode ser utilizado tanto no Linux quando no Windows, através da linha de comando (no Windows, utilize o prompt de comando do sistema operacional – CMD).

Utilize da maneira abaixo:

nslookup -q=ns [url_do_site]

Obs: não se esqueça de substituir “[url_do_site]” pelo endereço do site que você deseja pesquisar, a fim de saber onde o mesmo se encontra hospedado.

Por exemplo:

nslookup -q=ns codigofonte.com.br

E o resultado será informado da seguinte maneira:

Comando nslookup

Repare, na imagem acima (você obterá um resultado semelhante após o comando), nos dois nameservers . Eles podem indicar onde o site se encontra hospedado ou, pelo menos, te ajudar a descobrir qual é a empresa responsável (lembre-se: um web host pode também fornecer a seus clientes nameservers distintos de seu nome de domínio – para informações mais detalhadas e/ou fáceis de entender, confira também o serviço WhoIsHostingThis – item 1, acima).

O nameserver, trocando em miúdos, faz uma “ponte” entre o domínio, a URL, e o servidor onde o site se encontra hospedado.

Obs: para saber mais a respeito de DNS, dê uma lida nos artigos abaixo:

3) Comandos tracert e traceroute

Uma outra maneira de descobrir em qual servidor um site está hospedado é utilizar os comandos “tracert” (no Windows) ou “traceroute” (em sistemas Linux).

Tais comandos traçam a rota entre duas máquinas, entre dois computadores/dispositivos. Entre o seu PC e o “alvo”, por exemplo (o alvo, no caso, é o site que você deseja pesquisar para saber onde está hospedado).

Serão feitos diversos testes. Vários “saltos” serão dados pelos comandos, cada um deles representando um dispositivo através do qual o pacote de dados do teste passou.

Assim, o último item da “lista” fornecida, do rastreamento, pode fornecer informações valiosas a respeito do server que hospeda o site.

É bastante simples utilizar os comandos:

No Windows

tracert [url_do_site]

Por exemplo:

tracert uol.com.br

No Linux

traceroute [url_do_site]

Por exemplo:

traceroute uol.com.br

Ao utilizar qualquer um dos comandos acima, você obterá resultados semelhantes ao abaixo:

Comando traceroute

Trata-se de um método alternativo, obviamente, que pode até mesmo requerer uma investigação maior por parte do usuário. Mas, fique atento sempre à(s) última(s) linha(s) do(s) resultado(s).

Nos últimos saltos você pode visualizar claramente as informações que indicam qual servidor hospeda o site (no exemplo acima, fica bastante claro que estamos falando a respeito do domínio uol.com.br).

Aliás, não se esqueça de dar uma olhada nos artigos abaixo, nos quais apresentamos alguns comandos bem interessantes e úteis para Linux e Windows, muitos deles relacionados a redes, internet e DNS:

4) Utilizar serviços de WHOIS

Através de consultas WHOIS (WHOIS Lookup), você pode descobrir informações relativas ao proprietário de um domínio e também a respeito dos DNSs utilizados.

Portanto, através da utilização de algumas destas ferramentas, você pode descobrir quem hospeda o website em questão, ficando atento às informações do DNS, dos nameservers, etc.

Confira abaixo alguns serviços gratuitos de WHOIS:

Finalizando

Você pode optar por utilizar uma, duas ou até mesmo todas as 4 alternativas descritas acima, para descobrir onde um site está hospedado.

Combine-as e utilize-as como preferir, na ordem que desejar. E, lembramos mais uma vez que todas elas são alternativas úteis, mas não são as únicas.

Até a próxima!

Você pode se interessar

Manifesto Ágil: Retrospectivas Lúdicas
Artigos
7 visualizações
Artigos
7 visualizações

Manifesto Ágil: Retrospectivas Lúdicas

Plataformatec - 14 de janeiro de 2019

Há alguns anos, quando tive os meus primeiros contatos práticos com os métodos ágeis, conheci e participei pela primeira vez (como ouvinte) de um famoso evento do universo ágil: Retrospectivas. Após duas horas de reunião, entendi (equivocadamente, por sinal) que essa reunião tinha dois grandes objetivos: escutar as pessoas elogiando algumas características da última entrega do […]

Agile // Dicionário do Programador
Vídeos
1,655 compartilhamentos6,804 visualizações
Vídeos
1,655 compartilhamentos6,804 visualizações

Agile // Dicionário do Programador

Thais Cardoso de Mello - 14 de janeiro de 2019

Agile é o termo falado nesse Dicionário do Programador, conheça mais sobre o assunto.

Promoções de Jogos do Final de Semana (11/01)
Notícias
16 visualizações
Notícias
16 visualizações

Promoções de Jogos do Final de Semana (11/01)

Carlos L. A. da Silva - 11 de janeiro de 2019

Confira as melhores ofertas de jogos de PC para o final de semana.

One Response

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

Mais publicações

God of War: segredos dos bastidores do melhor jogo de 2018
Artigos
15 visualizações
15 visualizações

God of War: segredos dos bastidores do melhor jogo de 2018

Carlos L. A. da Silva - 11 de janeiro de 2019
As 5 Melhores Linguagens para 2019 // Vlog #86
Vídeos
1,655 compartilhamentos6,813 visualizações
1,655 compartilhamentos6,813 visualizações

As 5 Melhores Linguagens para 2019 // Vlog #86

Thais Cardoso de Mello - 10 de janeiro de 2019
Como acessar fotos curtidas por qualquer usuário no Facebook
Dicas
17 visualizações
17 visualizações

Como acessar fotos curtidas por qualquer usuário no Facebook

Carlos L. A. da Silva - 9 de janeiro de 2019
O que Isaac Asimov imaginou para 2019?
Artigos
22 visualizações
22 visualizações

O que Isaac Asimov imaginou para 2019?

Carlos L. A. da Silva - 8 de janeiro de 2019