0 Compartilhamentos 189 Views

Descubra como os usuários interagem com seu aplicativo

20 de março de 2018

Da mesma forma que o desenvolvedor web ou o tradicional desenvolvedor para desktop, o cliente do desenvolvedor de aplicativos é o usuário final.

Mas a grande dúvida é: como os usuários estão interagindo com seu aplicativo? Onde eles estão encontrando dificuldades para usá-lo? O que provoca travamentos? Esses são dados indispensáveis para quem deseja evoluir seu aplicativo e continuar atendendo a expectativa que seu cliente tem.

Muito se fala em desenvolvimento de aplicativos, quais as melhores práticas, sistemas de monetização, plataformas de uso e sistemas operacionais. Mas é preciso pensar em como resolver os problemas que surgem depois que o aplicativo está “pronto” e disponível no mercado, como resolver as necessidades que surgem, reagir a problemas e aperfeiçoar o produto. Para isso, se faz necessária uma auditoria do seu aplicativo, porque sem dados sólidos, não adianta ficar dando tiros no escuro.

Não é como na web

As análises da Web já são uma parte estabelecida da maioria das equipes de marketing e produtos – visualizações de páginas de acompanhamento, taxas de cliques e outras métricas. Mas e se a sua organização depender de aplicativos móveis? O comportamento do usuário em aplicativos é tão diferente da experiência web tradicional que requer uma maneira muito diferente de abordar a análise.

Uma boa maneira de pensar em análises é como uma forma de responder perguntas sobre seus usuários e clientes. Entretanto, para se conseguir as respostas certas, você precisa das perguntas certas. Você está tentando descobrir o que as pessoas fazem dentro do seu aplicativo? Você está atrás de engajamento. Você está tentando entender como manter os usuários por mais tempo? Os dados que você busca chamam-se retenção. Você está tentando entender quem exatamente são seus usuários? A resposta é a segmentação do usuário.

Por exemplo, um aplicativo de varejo provavelmente quer saber o quanto as pessoas estão navegando em suas diferentes ofertas e se há lugares onde as pessoas abandonam o processo de pagamento. Em contraste, um aplicativo de transmissão de vídeo pode estar muito mais interessado em saber quanto tempo as pessoas passam assistindo diferentes vídeos e encontrar maneiras de melhorar sua experiência de observação. Enquanto isso, os criadores de um aplicativo de jogos freemium provavelmente querem saber a melhor forma de atrair seus usuários para comprar upgrades, expansões e outros conteúdos pagos. Cada um desses cenários envolve um conjunto diferente de dados e análises.

Quais as perguntas que você deve perguntar dependerá das necessidades e metas de seu produto. Essas perguntas, por sua vez, irão ajudá-lo a identificar os tipos de dados que são mais relevantes para você.

A escolha da ferramenta adequada

Selecionar a ferramenta de análise correta depende dessas necessidades específicas. Algumas ferramentas de análise são focadas para desenvolvedores, enfatizando recursos como falhas e exceções de relatórios, relatórios em tempo real, testes A / B, alertas proativos etc. Outras ferramentas são focadas para a equipe de marketing. Essas ferramentas colocam maior ênfase em recursos como rastreamento de instalação, análise de coortes, medição de CLM, atribuição de anúncios etc.

Selecionamos aqui alguns tipos de ferramentas comuns existentes no mercado:

  1. Análise de monetização
    Isso ajuda a entender melhor um usuário de um aplicativo, bem como a eficiência de marketing e publicidade, incluindo configurações de mensagens, aplicativos, modelos de preços e propaganda.
  2. Análise de App Store
    Mostra os principais indicadores de eficiência do seu produto e do produto de seus concorrentes, pois mostra a taxa e a renda em diferentes lojas e ajuda a escolher a melhor estratégia de monetização, aumentar o retorno do investimento e envolver a aquisição de usuários.
  3. Análise de interação
    Revela como um usuário interage com um aplicativo, por que e quando ele o fecha, aprofunda a análise do seu comportamento diante da tela e ajuda a melhorar o design e aumentar a produtividade.
  4. Análise de desempenho
    Ele permite que você mire diferentes parâmetros relativos ao desempenho e detecte defeitos, assim como também informa sobre todos os acidentes e casos em que seu aplicativo trava em vários dispositivos e sistemas operacionais.
  5. Análise de publicidade móvel
    Calcula a utilidade dos gastos publicitários e mostra sua eficácia, além de refletir o comportamento dos usuários e sua atitude em relação aos anúncios, como cliques, por exemplo.

Quando se está escolhendo ferramentas avançadas do Analytics, verifique se elas são completamente compatíveis com seu aplicativo e são fáceis de usar. Caso contrário, eles podem influenciar a velocidade de download e o desempenho em geral, gerando por si um problema que não existia antes.

Canivete suíço de auditoria

Existem diversas opções no mercado de acordo com suas necessidades, mas vamos fechar esse artigo com uma sugestão somente, que funciona como uma espécie de “canivete suíço” das plataformas de auditoria, ao ser capaz de executar com eficiência tarefas de diferentes tipos.

O Appsee executa pelo menos duas funções essenciais sem impactar a performance do seu aplicativo: análise de interação e análise de desempenho.

De uma forma completamente privativa, sem identificar usuários ou guardar dados em seus servidores, o Appsee consegue acompanhar todas as sessões de uso do aplicativo para compreender, do ponto de vista do usuário, como seu aplicativo funciona. A partir dos dados coletados, a plataforma é capaz de oferecer relatórios detalhados de áreas mais utilizadas na tela, fluxos de utilização e comportamento, incluindo até mesmo mapas de calor, permitindo a identificação rápida de problemas de interface e usabilidade.

Além disso, o Appsee também registra falhas e travamentos do aplicativo, facilitando a depuração, sem a necessidade de reproduzir o mesmo erro que provocou o problema. Com um log detalhado dos eventos, os desenvolvedores podem pereceber e identificar erros no código e corrigi-los em futuras atualizações.

Uma grande vantagem do Appsee sobre seus concorrentes é sua leveza: seu SDK roda no plano de fundo sem afetar o funcionamento normal do aplicativo.

E a instalação é prática: uma simples linha de código e em poucos minutos o aplicativo já pode contar com os recursos da plataforma de auditoria. Uma avaliação gratuita do produto está disponível no site oficial para todos que quiserem testá-lo.

 

Você pode se interessar

Vídeos
1,655 compartilhamentos6,805 visualizações

Reagindo a Vagas de Estágio // Vlog React #91

Thais Cardoso de Mello - 21 de março de 2019

Confira no vídeo se o que dizem sobre os estágio no Brasil realmente faz sentido.

A Inteligência Artificial que era perigosa demais
Artigos
3 visualizações
Artigos
3 visualizações

A Inteligência Artificial que era perigosa demais

Carlos L. A. da Silva - 21 de março de 2019

A estranha história da pesquisa que precisou ser engavetada por um bom motivo...

TypeScript // Dicionário do Programador
Vídeos
1,655 compartilhamentos6,808 visualizações
Vídeos
1,655 compartilhamentos6,808 visualizações

TypeScript // Dicionário do Programador

Thais Cardoso de Mello - 18 de março de 2019

TypeScript é o termo falado nesse Dicionário do Programador, conheça mais sobre o assunto.

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

Mais publicações

Promoções de Jogos do Final de Semana (15/03)
Notícias
11 visualizações
11 visualizações

Promoções de Jogos do Final de Semana (15/03)

Carlos L. A. da Silva - 15 de março de 2019
Mega Bate-Papo com o Programador BR (feat. Igor Oliveira) // CDF Entrevista
Vídeos
1,655 compartilhamentos6,812 visualizações
1,655 compartilhamentos6,812 visualizações
World Wide Web completa 30 anos!
Notícias
13 visualizações
13 visualizações

World Wide Web completa 30 anos!

Carlos L. A. da Silva - 12 de março de 2019
Ada Lovelace: o cérebro que nunca morre
Artigos
136 visualizações1
136 visualizações1

Ada Lovelace: o cérebro que nunca morre

Carlos L. A. da Silva - 12 de março de 2019