0 Compartilhamentos 154 Views

Rastros Digitais: A sua vida está na Internet

14 de dezembro de 2018

Este artigo foi criado pela equipe Bitdefender para uso exclusivo do blog Código Fonte.

Tudo aquilo que fazemos, de alguma forma, deixa marcas. Podem ser pegadas no chão, digitais que ficam onde colocamos as mãos, o registro no cartão ponto do trabalho ou a nossa imagem captada pela câmera de um estabelecimento qualquer.

No mundo virtual é semelhante. São os chamados rastros digitais ou, do inglês, digital footprint.

Ok. Mas o que são essas marcas e como podemos deixá-las pelo caminho apenas utilizando a internet?

Boa parte dos rastros digitais são criados intencionalmente por nós mesmos. Como, por exemplo, as postagens e interações nas redes sociais, mensagens de e-mail, conversas no WhatsApp, publicações em blog, entre outros.

Por outro lado, existem também as marcas que são criadas sem a nossa intenção: registro de visitação em sites, tempo de permanência, termos de buscas realizadas, chamadas efetuadas, e assim por diante.

Há ainda dados que são registrados intencionalmente, mas ficam ocultos. São informações em bancos do SPC, Tribunais, bancos, cartórios, entre outros. Ainda assim, eles ajudam a compor o seu digital footprint.

Os rastros digitais são divididos em dois tipos:

Conteúdo

Em geral, o conteúdo é aquela parte que nós criamos. Em uma mensagem de texto, por exemplo, o conteúdo é a parte escrita. Já na postagem de facebook, pode ser a foto ou vídeo publicado, além da descrição, ou seja, o que contém ali.

Metadados

Os metadados são as informações adicionais, que são automaticamente criadas quando nós enviamos ou publicamos algo.

Dessa forma, os metadados podem ser os números de telefone, endereços de e-mail e nome das pessoas envolvidas na mensagem, localização e identificação do aparelho utilizado, data e horário, entre outros.

E porque devo me preocupar com os meus rastros digitais?

As pegadas que você deixa por aí, tornam mais fácil identificar quem você é, não apenas pelos seus dados de documentos pessoais, mas pelos lugares que frequenta, trajetos, gostos e preferências pessoais, opinião, dentre outros.

E isso pode não ser tão legal, se acessado por pessoas mal intencionadas. Ou, ainda mais comum atualmente, muitos dos seus dados virtuais são acessados por recrutadores quando você se candidata a uma vaga de emprego, por exemplo.

Além disso, é importante lembrar que, uma vez publicadas, é quase impossível apagar informações colocadas na rede. Afinal, tudo fica armazenado, mesmo que de forma oculta.

Por isso, é bom tomar cuidado com o comportamento on-line, para evitar arrependimentos. Confira algumas dicas para cuidar dos seus rastros digitais:

  • Configure a privacidade das suas redes sociais, permitindo que apenas amigos vejam as suas informações;
  • Pense duas vezes antes de qualquer publicação;
  • Não forneça seu endereço, telefone ou senhas na web, mesmo que em mensagens privadas;
  • Instale um antivírus para o celular ou computador, dificultando o acesso às informações do seu dispositivo.

E você, como está cuidando dos seus rastros digitais? Compartilhe o texto em suas redes sociais e ajude a melhorar a segurança de seus amigos!

Imagens: Inc., Search Engine Journal

Você pode se interessar

TypeScript // Dicionário do Programador
Vídeos
1,655 compartilhamentos6,807 visualizações
Vídeos
1,655 compartilhamentos6,807 visualizações

TypeScript // Dicionário do Programador

Thais Cardoso de Mello - 18 de março de 2019

TypeScript é o termo falado nesse Dicionário do Programador, conheça mais sobre o assunto.

Promoções de Jogos do Final de Semana (15/03)
Notícias
11 visualizações
Notícias
11 visualizações

Promoções de Jogos do Final de Semana (15/03)

Carlos L. A. da Silva - 15 de março de 2019

Confira as melhores ofertas de jogos de PC para o final de semana.

Mega Bate-Papo com o Programador BR (feat. Igor Oliveira) // CDF Entrevista
Vídeos
1,655 compartilhamentos6,812 visualizações
Vídeos
1,655 compartilhamentos6,812 visualizações

Mega Bate-Papo com o Programador BR (feat. Igor Oliveira) // CDF Entrevista

Thais Cardoso de Mello - 14 de março de 2019

Batemos um papo muito divertido e informativo com o Igor Oliveira (do canal Programador BR).

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

Mais publicações

World Wide Web completa 30 anos!
Notícias
13 visualizações
13 visualizações

World Wide Web completa 30 anos!

Carlos L. A. da Silva - 12 de março de 2019
Ada Lovelace: o cérebro que nunca morre
Artigos
134 visualizações1
134 visualizações1

Ada Lovelace: o cérebro que nunca morre

Carlos L. A. da Silva - 12 de março de 2019
Scrum // Dicionário do Programador
Vídeos
15 visualizações
15 visualizações

Scrum // Dicionário do Programador

Thais Cardoso de Mello - 11 de março de 2019