0 Compartilhamentos 178 Views

“CDN” de baixo custo

26 de fevereiro de 2014

Nem todo mundo pode pagar por uma Content Delivery Network (CDN).

Se você não conhece esse tipo de serviço, CDNs são um sistema de diversos servidores e múltiplos datacenters localizados em diferentes pontos da Internet com o objetivo de oferecer conteúdo para terceiros com absoluta estabilidade e performance. Basicamente, você hospeda seu site ou arquivos do seu site em uma CDN e eles estarão disponíveis para seus visitantes, faça chuva ou faça sol.

O problema é que, assim como todo serviço de alta performance e segurança, CDNs são caras. O que não impede que você aproveite o conceito e melhore pelo menos a performance do seu próprio site.

Tudo o que você precisa são de dois domínios diferentes e dois servidores.

Tradicionalmente navegadores tem um limite entre 4 e 8 requisições HTTP por domínio. Se a sua página carrega 80 imagens, javascripts, CSS, Flash e outros elementos, o navegador do usuário vai precisar fazer umas dez viagens para carregar essa areia toda, na melhor das hipóteses. Não é exatamente assim que requisições HTTP funcionam e o tamanho dos arquivos pode alterar a fórmula, mas você entendeu o principal: quanto mais elementos, mais demorada é a carga da sua página, por uma própria limitação do navegador.

Com um segundo domínio funcionando para o seu site, você pode dobrar efetivamente o número de requisições que são feitas simultaneamente. Com três domínios diferentes, você triplica esse número e assim sucessivamente. Se você possui uma rede de sites e alguns elementos comuns se repetem em todos eles, como o logo da sua empresa, por exemplo, armazene este arquivo em um único servidor e referencie nos outros, para ganhar performance na primeira carga e aproveitar o cache do navegador do usuário nas seguintes.

Lembre-se: se você possui meusite.com, não é má ideia ter o controle também de meusite.com.br, meusite.net e meusite.org, ou algum oportunista pode eventualmente pegá-los e abusar da confiança dos seus usuários. Configurando seu domínio alternativo para hospedar parte do seu site (imagens, CSS, javascript etc), você otimiza a performance e não abre brechas para golpes.

Uma opção mais avançada seria ter um balanceamento de carga entre os servidores ou mesmo replicar o conteúdo não textual entre os domínios para o caso de um dos servidores sair do ar. Mas tome cuidado para  não reproduzir o conteúdo textual ou o Google pode penalizar seu domínio nos resultados de busca.

Se nem mesmo ter mais de um domínio ou hospedagem for uma opção economicamente viável para o seu projeto, lembre-se da regra das requisições HTTP. Você ainda pode aproveitar o truque mantendo suas bibliotecas de JavasScript (como jQuery, por exemplo) armazenadas em outro endereço, assim como webfonts. Só não caia na tentação do hotlink, a infame prática de usar imagens e arquivos hospedados em outros sites sem permissão de seus hospedeiros.

Você pode se interessar

5 fatos que todo departamento de TI pode aprender com Fortnite
Artigos
7 visualizações
Artigos
7 visualizações

5 fatos que todo departamento de TI pode aprender com Fortnite

Carlos L. A. da Silva - 1 de julho de 2019

O Departamento de TI de uma empresa não é apenas um lugar onde os caras jogam Fortnite o dia inteiro. Grandes desastres podem vir de lá também...

Promoções de Jogos do Final de Semana (28/06)
Notícias
8 visualizações
Notícias
8 visualizações

Promoções de Jogos do Final de Semana (28/06)

Carlos L. A. da Silva - 28 de junho de 2019

Confira as melhores ofertas de jogos de PC para o final de semana.

FIREBASE Database na Prática com JAVASCRIPT PURO // Mão no Código #14
Vídeos
1,655 compartilhamentos6,806 visualizações
Vídeos
1,655 compartilhamentos6,806 visualizações

FIREBASE Database na Prática com JAVASCRIPT PURO // Mão no Código #14

Thais Cardoso de Mello - 27 de junho de 2019

Vamos mostrar na prática pra vocês como é SIMPLES DEMAIS manipular o Realtime Database (noSQL) do Firebase usando JavaScript puro e o SDK "marrrravilhoso" que o pessoal do Google Cloud criou.

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

Mais publicações

Como baixar o novo Windows Terminal
Dicas
18 visualizações
18 visualizações

Como baixar o novo Windows Terminal

Carlos L. A. da Silva - 26 de junho de 2019
Libra: o que sabemos sobre a criptomoeda do Facebook
Artigos
12 visualizações
12 visualizações

Libra: o que sabemos sobre a criptomoeda do Facebook

Carlos L. A. da Silva - 25 de junho de 2019
WebAssembly // Dicionário do Programador
Vídeos
1,655 compartilhamentos6,810 visualizações
1,655 compartilhamentos6,810 visualizações

WebAssembly // Dicionário do Programador

Thais Cardoso de Mello - 24 de junho de 2019
Promoções de Jogos do Final de Semana (21/06)
Notícias
10 visualizações
10 visualizações

Promoções de Jogos do Final de Semana (21/06)

Carlos L. A. da Silva - 21 de junho de 2019