0 Compartilhamentos 1175 Views 1 Comments

Não salve arquivos na Área de Trabalho

Nenhuma versão do Windows jamais salvou arquivos por padrão na Área de Trabalho. Mas os usuários vivem fazendo isso mesmo assim, por uma falsa comodidade, afinal, está sempre visível, não é? “Eu posso não achar depois” é a desculpa mais usada. Mas, se você está fazendo isso, nunca é tarde para parar, basta acreditar. E eu vou dar alguns bons motivos para isso.

Primeiro, é difícil de organizar a bagunça. A conveniência vira inconveniência quando você tem dezenas de arquivos armazenados naquele mesmo espaço, competindo com ícones de aplicativos e sem nenhum critério específico. A ideia da Área de Trabalho é dar acesso rápido ao que você precisa e, como uma verdadeira área de trabalho na sua mesa, quanto mais itens, mais difícil se torna encontrar o que você precisa… Você pode até tentar organizar o caos ordenando por nome, data ou outros critérios, mas não consegue visualizar as propriedades ou alterar o modo de exibição como seria possível em um diretório de verdade.

Área de Trabalho lotada

Desafio: tente achar a supostamente importante pasta “Works” (“Trabalhos”, em inglês)

Segundo, o Windows não protege seus arquivos da Área de Trabalho. Na verdade, até protege. Mas só quando você manda. Se, por algum motivo, você precisar utilizar a Restauração de Sistema, o Windows deixará intocados seus arquivos de diretórios dedicados como Documentos, Imagens, Música. No caso da Área de Trabalho, qualquer arquivo salvo após a data da Restauração de Sistema estará perdido para sempre e arquivos comprometedores ou não que talvez você já tenha enviado para seu destino final estarão de volta em um piscar de olhos. A maioria dos programas de backup também ignora a Área de Trabalho, a menos que você especifique que ela deva ser guardada. E é fácil esquecer.

Terceiro, proteja aqueles que você ama! Se você vai utilizar um papel de parede de um ente querido, deixe que ele seja visível! Pense nas crianças!

Cluttered_Desktop 03

Há uma certa controvérsia a respeito de ganho de performance com a remoção dos arquivos da Área de Trabalho. Para muitos especialistas, é um mito, uma lenda urbana de que estes arquivos seriam carregados na memória do computador no momento da inicialização, uma vez que a Área de Trabalho é a primeira coisa que aparece na tela. De acordo com esta teoria, quem tem vários gigas de arquivos salvos ali deveria ver seu PC se arrastando como um bicho-preguiça de ressaca. Há quem diga que é isso mesmo o que acontece e há quem tenha e não veja nenhuma diferença. Entretanto, segundo a própria Microsoft, há sim um ganho de performance com uma Área de Trabalho limpa, embora eles não expliquem exatamente o motivo. Na dúvida, mantenha seu desktop sempre asseado.

Área de Trabalho lotada

Desafio: ache o ícone do Adobe Photoshop!

Com a introdução da pasta Meus Documentos, seguido por outras funcionalidades como Bibliotecas e um sistema de busca robusto, a Microsoft está oferecendo as ferramentas certas para que você abandone essa prática. Então, por que não aproveitar a oportunidade?

Carregando...

Você pode se interessar

Sir Clive Sinclair, o homem adiantado no tempo
Artigos
120 visualizações
Artigos
120 visualizações

Sir Clive Sinclair, o homem adiantado no tempo

Carlos L. A. da Silva - 18 de setembro de 2021

O inglês Clive Marles Sinclair nasceu de uma família de engenheiros. Seu avô foi engenheiro, assim como o seu pai. Com um talento natural pela Matemática e um forte interesse em eletrônica, ele se tornaria uma página importante da popularização da computação em diversas partes do mundo, construindo um legado que se perpetuará por anos […]

A cibersegurança por trás das vacinas
Artigos
227 visualizações
Artigos
227 visualizações

A cibersegurança por trás das vacinas

Carlos L. A. da Silva - 7 de setembro de 2021

Vacinas contra o coronavírus contam com aparato sofisticado de cibersegurança que bateu de frente com tentativa de ação de hackers.

Top 25 comandos do Git
Artigos
369 visualizações
Artigos
369 visualizações

Top 25 comandos do Git

Carlos L. A. da Silva - 28 de agosto de 2021

Git é uma mão na roda para source control, mas pode ficar melhor ainda conhecendo os comandos certos.

One Response

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

Mais publicações

Dez anos de Kotlin: origens e futuro
Artigos
422 visualizações
422 visualizações

Dez anos de Kotlin: origens e futuro

Carlos L. A. da Silva - 20 de agosto de 2021
10 jogos que todo programador deveria conhecer
Artigos
743 visualizações
743 visualizações

10 jogos que todo programador deveria conhecer

Carlos L. A. da Silva - 1 de agosto de 2021