0 Compartilhamentos 225 Views

Como guardar e gerenciar favoritos, com vários recursos úteis e armazenamento na nuvem

2 de fevereiro de 2015

Se você armazena seus favoritos apenas localmente, apenas no seu computador, sem nenhum outro tipo de cuidado ou ferramenta auxiliar, talvez esteja na hora de repensar seu modo de trabalho. Problemas relacionados a hardware e/ou a software podem fazer com que você perca dados, e no meio deles, seus preciosos favoritos, aqueles sites que você, quem sabe, “guardou” para ler depois, sites que servem como referência, etc.

Aquelas páginas que você adora, e/ou que guarda para consultas, mas que, com o decorrer do tempo e com a crescente quantidade de informações (e cada vez mais páginas), acabam exigindo algo mais que sua memória para continuarem sendo lembradas.

Os navegadores modernos incluem ferramentas que permitem a sincronização de bookmarks entre diversos dispositivos, e de certa forma, tais recursos podem garantir um bom nível de segurança, pois também podem trabalhar com armazenamento na nuvem. Mas contar com mais recursos, com mais opções, com mais segurança e com mais flexibilidade é sempre melhor, não?

Diigo

Uma ótima opção para armazenamento e gerenciamento de favoritos

Vamos apresentar a você o Diigo, uma mistura de serviço online de armazenamento e gerenciamento de favoritos com plugin para navegadores. Na verdade, o Diigo conta com extensões que podem ser adicionadas aos navegadores mais utilizados: Google Chrome, Mozilla Firefox, Safari e Internet Explorer. Também existem aplicativos disponíveis para dispositivos móveis (iOS e Android). Tudo isto pode funcionar de forma integrada, vale lembrar.

O principal recurso do Diigo é aquele que permite o armazenamento de favoritos (a partir daí o usuário pode contar com outras vantagens). O usuário simplesmente visita um site e o armazena. Simples assim, com a ajuda do serviço.

Claro, existe todo um processo (fácil, vale destacar) envolvido, diversos recursos extras, várias possibilidades, funcionalidades capazes de enriquecer ainda mais a experiência, tanto no momento de salvar quanto no momento de consultar, de buscar as informações guardadas, etc. Mas vamos por partes.

O modo mais fácil de usar o Diigo é instalar uma de suas ferramentas. Você também pode adicionar bookmarks e imagens, por exemplo, através da interface web do serviço, realizando login e clicando no botão “Add”. Mas para que complicar, não é mesmo?

A “Diigo Toolbar” é uma ótima pedida, oferecendo tudo o que há de melhor no serviço. Também existe o Diigolet, bem mais simples e cuja instalação requer apenas que o usuário o arraste para a barra de favoritos. Mas vamos nos focar, neste artigo, na “Diigo Toolbar”, no uso do serviço em conjunto com sua extensão para navegadores. Isto até mesmo porque ela permite uma melhor visão do Diigo, uma melhor compreensão de todos os seus recursos e vantagens.

Cloud Computing

Estamos falando aqui de uma ferramenta gratuita, nunca é demais lembrar. Você não pagará nada para utilizá-la, e mesmo em sua modalidade gratuita, a ferramenta é robusta, amigável e extremamente útil. Mas, caso você deseje mais recursos, vale lembrar que existe também uma versão paga, premium, cujos preços começam em 5 dólares por ano (uma ótima maneira de ajudar o pessoal da Diigo, Inc, também).

Usando o Diigo

Primeiro de tudo, você deve criar sua conta junto ao Diigo. Escolha o plano “Free”, sem medo, escolha também um nome de usuário (username) e uma senha, e informe seu e-mail. Lembre-se de que o nome de usuário escolhido ajudará a compor sua URL pessoal.

Todos os usuários contam com uma URL pessoal, uma espécie de “página pessoal” dentro do serviço, através da qual podem visualizar todos os seus dados, incluindo tags, favoritos, grupos, etc. Obviamente, para usuários não logados, esta página exibirá apenas os favoritos que você definiu como “não privados” (o Diigo também conta com diversos recursos sociais, e permite o compartilhamento de informações de uma maneira simples e rápida).

Esta URL personalizada, a sua “página de favoritos”, será algo mais ou menos assim:

https://www.diigo.com/user/Nome_do_usuario

DiigoAí, é possível realizar buscas por palavras chave, por tags, e também é possível, por exemplo, escolher uma das tags e rapidamente visualizar o conteúdo a elas relacionado. O Diigo também é uma ferramenta social, e você pode fazer parte de grupos e seguir outros utilizadores (assim como outras pessoas podem seguir você). Tudo isto pode também ser visualizado/acessado através de sua página pessoal.

Mas não há problema algum se você desejar manter tudo privado, não fazer parte de grupo algum, não seguir ninguém: o Diigo pode também ser tranquilamente utilizado como uma “ferramenta de bookmarking turbinada”.

Com a grande vantagem de que toda a informação, todos os favoritos, todas as imagens, ficam armazenados na nuvem. Assim sendo, você pode acessá-los de qualquer lugar, seja à partir de um dispositivo móvel, seja instalando a toolbar (e realizando o login) em algum outro computador, seja acessando sua URL pessoal (com o devido login para acessar os dados).

E como salvar um favorito no Diigo, você talvez esteja se perguntando? É muito simples. Localize o botão azul após a instalação da extensão, no seu navegador, e clique nele (será solicitado que você informe seus dados de login, na primeira vez). Uma série de opções será exibida: clique em “Bookmark this Page”.

Em seguida será aberta uma nova janela, a qual já permitirá que você inicie o processo de armazenagem do endereço, do site no qual se encontra. Esta janela captura automaticamente o endereço, claro, além do título da página, o qual você também pode alterar/complementar, se assim desejar.

No canto superior direito existe um botão muito importante: “Private”. Marque-o caso deseje que o bookmark em questão seja privado, ou seja, que apenas você tenha acesso a ele, de maneira tal a fazer também com que ele não seja exibido em sua página no Diigo para outra pessoa além de você.

Você também pode configurar para que a opção “Private” seja definida como padrão. Para isto, clique novamente no botão da ferramenta (azul), e vá em “Toolbar Options”. Na próxima janela, vá até a aba “Bookmark and Highlight” e marque a opção “private as the default while bookmarking”. Clique em OK, e pronto.

Diigo

Vale lembrar que a janela “Add a bookmark to Diigo”, através da qual você salva seus favoritos, conta com uma série de opções e campos, conforme imagem acima. Você pode digitar uma descrição para a página (no camp0 “Description”), e também utilizar tags, separando-as por espaços.

O sistema vai sugerindo tags, conforme a digitação e se baseando nas tags já criadas/utilizadas, e mais abaixo ele também exibe as que foram utilizadas no último processo de bookmarking, além de recomendar algumas, com base no banco de dados do usuário e no website em questão.

Se você expandir o grupo “More Options”, terá ainda mais opções. Poderá, por exemplo, compartilhar a página no Twitter e também subir uma versão da mesma para os servidores do Diigo, a qual será mantida em cache. Desta forma, você sempre poderá acessar a informação em questão, a página completa, mesmo depois do site, por exemplo, sair do ar. Isto dentre outras opções, como a “Save & Send”, por exemplo, que ao mesmo tempo em que salva o favorito permite seu envio para amigos ou através de e-mail.

Independentemente do navegador em que a extensão do Diigo está instalada, é possível visualizar os favoritos já armazenados em uma prática sidebar, à esquerda. Basta clicar no botão da extensão e então utilizar a opção “My Library (sidebar)”:

Diigo

Outro recurso extremamente útil são as “notas flutuantes”. Notas que você pode inserir em cada website que adicionar aos favoritos, com informações as mais diversas, para ajudá-lo a se lembrar, por exemplo, de detalhes ligados àquele website.

Para usar o recurso, clique em qualquer local da página com o botão direito do mouse e, no menu de contexto, use o item “Add a floating stick note”. Digite a informação desejada e clique em “Post”.

Diigo

Tais notas permanecem  “ligadas” à URL, ou seja, sempre que você visitar o mesmo link, e desde que o mesmo continue armazenado nos seus bookmarks, a nota será exibida. Você poderá acessá-la e alterá-la normalmente: basta posicionar o cursor do mouse sobre o “pino” exibido:

Diigo

É possível também ativar a exibição de todos os botões, recursos e informações da Diigo Toolbar no seu navegador. Clique no botão azul, novamente, e vá em “Show Diigo Toolbar”. Agora você terá uma série de opções logo à vista, incluindo um botão dedicado a salvar favoritos (Bookmark):

Diigo

O Diigo também conta com uma ferramenta para captura de “fotos de tela”, ou screenshots. Através do botão “Capture”, na barra de ferramentas, você acessa este recurso e pode inclusive enriquecer a imagem, com a adição de formas geométricas e texto. A imagem pode então ser enviada para a sua biblioteca e ser consultada quando você desejar.

Já o botão “Highlight” permite ativar um “marcador de texto digital”: você seleciona trechos do texto e ele vai sendo marcado, com a cor escolhida. Futuras visitas à mesma URL exibirão a marcação, automaticamente, a menos que você a remova.

Diigo

Uma série de recursos acessíveis através do botão do Diigo, a respeito dos quais comentamos acima, contam com botões dedicados nesta barra de ferramentas. Além disso, a toolbar permite que você realize buscas utilizando o motor do Google e o próprio Diigo. Através do botão “Send” é possível enviar favoritos via e-mail, por exemplo, e também compartilhá-los no Facebook ou no Twitter.

Tudo o que você adiciona ao Diigo permanece armazenado nos servidores do serviço. Na nuvem. É bastante seguro, e também permite que você acesse sua biblioteca de qualquer lugar do mundo, através de diversos dispositivos. Mas quanto mais segurança, melhor, e você também pode baixar um backup de todas as suas informações, através do site do serviço.

Acesse seu perfil e vá em “Tools”. Lá, procure a opção “Export your library” e decida em qual formato deseja baixar os dados: “IE Bookmark Format”, “Netscape Bookmark Format”, “RSS”, “CSV” ou “Delicious Format”.

O processo pode demorar um pouco, após você clicar no botão “Export”, mas fique tranquilo, você sempre pode retornar à mesma página, para verificar se o link já está disponível. Vale também lembrar que um e-mail será enviado para você assim que tudo estiver pronto para ser baixado.

E aí, o Diigo é ou não é um sistema de favoritos poderoso e repleto de opções?

Visite o website do Diigo, crie sua conta e comece a usar

Você pode se interessar

Google vs. Oracle: a batalha que nunca termina
Artigos
7 visualizações
Artigos
7 visualizações

Google vs. Oracle: a batalha que nunca termina

Carlos L. A. da Silva - 18 de novembro de 2019

Suprema Corte dos Estados Unidos vai reabrir o caso, a pedido do Google. Entenda como tudo aconteceu e o que pode vir ainda pela frente.

Promoções de Jogos do Final de Semana (15/11)
Notícias
15 visualizações
Notícias
15 visualizações

Promoções de Jogos do Final de Semana (15/11)

Carlos L. A. da Silva - 15 de novembro de 2019

Confira as melhores ofertas de jogos de PC para o final de semana.

7 Passos para preparar sua loja online para a Black Friday e o Natal
Artigos
16 visualizações
Artigos
16 visualizações

7 Passos para preparar sua loja online para a Black Friday e o Natal

Carlos L. A. da Silva - 12 de novembro de 2019

Chegou aquela época do ano que os lojistas adoram e o desafio está lançado: sua loja online está preparada?

Mais publicações

Pipeline (CD/CI) // Dicionário do Programador
Vídeos
9 visualizações
9 visualizações

Pipeline (CD/CI) // Dicionário do Programador

Thais Cardoso de Mello - 11 de novembro de 2019
Promoções de Jogos do Final de Semana (09/11)
Notícias
17 visualizações
17 visualizações

Promoções de Jogos do Final de Semana (09/11)

Carlos L. A. da Silva - 9 de novembro de 2019
Como se Tornar um Cientista de Dados de Sucesso // Vlog #105
Vídeos
9 visualizações
9 visualizações

Como se Tornar um Cientista de Dados de Sucesso // Vlog #105

Thais Cardoso de Mello - 7 de novembro de 2019
Aprenda a acelerar a performance de sites com “premonição”
Artigos
20 visualizações
20 visualizações

Aprenda a acelerar a performance de sites com “premonição”

Carlos L. A. da Silva - 5 de novembro de 2019