0 Compartilhamentos 174 Views

Cerca de 1,4 bilhão de senhas da Netflix e outros serviços vazam na web

14 de dezembro de 2017

Um assustador banco de dados com cerca de 1,4 bilhão de logins vazou na dark web. Trata-se de usuários, senhas e credenciais de acesso de usuários de serviços como Netflix, LinkedIn, Last.FM e YouPorn.

O banco de dados, na verdade, encontra-se disponível em texto puro, sem a utilização de nenhum tipo de criptografia, o que facilitaria bastante sua utilização por pessoas mal intencionados com pouquíssimo conhecimento. O arquivo, além disso, pesa cerca de 41GB, de acordo com a empresa de segurança 4iQ, e representa uma espécie de compilação de “trabalhos” já realizados por uma série de cibercriminosos.

hacking

É de se imaginar que após um vazamento de tal magnitude muitas pessoas fiquem preocupadas, e o pessoal do 4iQ já realizou inclusive alguns testes neste sentido:

Nenhuma das senhas está criptografada, e o mais assustador é que nós testamos um subconjunto das mesmas e a maioria delas eram verdadeiras“, disse Julio Casal, fundador do 4iQ.

Vale ressaltar mais uma vez que estamos falando a respeito de uma compilação, contendo o resultado do trabalho de hacking de diversas pessoas, no passado. Uma compilação, diga-se de passagem, disponível a qualquer pessoa, através de um mega arquivo pesando algo em torno de 41GB.

O assustador banco de dados, além disso, além de não estar criptografado, parece ser de fácil utilização, contando com indexação e organização com listagens em ordem alfabética.

O pessoal do 4iQ também menciona outro problema, vale ressaltar: a reutilização das mesmas senhas em diversos locais. Assim, por exemplo, mesmo que uma senha hackeada já tenha sido alterada por seu proprietário em determinado serviço, ela pode eventualmente continuar sendo utilizada em outros locais/serviços, representando, assim, possíveis outras brechas de segurança.

Embora o banco de dados contenha logins já disponibilizados em vazamentos anteriores, bem como em outras brechas, vale ressaltar que de acordo com estimativas do 4iQ cerca de 14% deles nunca havia sido disponibilizado em forma de texto puro, ou seja, sem a utilização de criptografia. O autor do gigantesco vazamento também disponibilizou dados de uma carteira Bitcoin para que possíveis simpatizantes realizem suas doações.

E você, não acha que é uma boa hora para alterar suas senhas?

Você pode se interessar

Vídeos
1,655 compartilhamentos6,804 visualizações

Reagindo a Vagas de Estágio // Vlog React #91

Thais Cardoso de Mello - 21 de março de 2019

Confira no vídeo se o que dizem sobre os estágio no Brasil realmente faz sentido.

A Inteligência Artificial que era perigosa demais
Artigos
3 visualizações
Artigos
3 visualizações

A Inteligência Artificial que era perigosa demais

Carlos L. A. da Silva - 21 de março de 2019

A estranha história da pesquisa que precisou ser engavetada por um bom motivo...

TypeScript // Dicionário do Programador
Vídeos
1,655 compartilhamentos6,808 visualizações
Vídeos
1,655 compartilhamentos6,808 visualizações

TypeScript // Dicionário do Programador

Thais Cardoso de Mello - 18 de março de 2019

TypeScript é o termo falado nesse Dicionário do Programador, conheça mais sobre o assunto.

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

Mais publicações

Promoções de Jogos do Final de Semana (15/03)
Notícias
11 visualizações
11 visualizações

Promoções de Jogos do Final de Semana (15/03)

Carlos L. A. da Silva - 15 de março de 2019
Mega Bate-Papo com o Programador BR (feat. Igor Oliveira) // CDF Entrevista
Vídeos
1,655 compartilhamentos6,812 visualizações
1,655 compartilhamentos6,812 visualizações
World Wide Web completa 30 anos!
Notícias
13 visualizações
13 visualizações

World Wide Web completa 30 anos!

Carlos L. A. da Silva - 12 de março de 2019
Ada Lovelace: o cérebro que nunca morre
Artigos
134 visualizações1
134 visualizações1

Ada Lovelace: o cérebro que nunca morre

Carlos L. A. da Silva - 12 de março de 2019