0 Compartilhamentos 159 Views

Disney vai sair da Netflix

Quase cinco anos de parceria entre a Disney e a Netflix chegaram ao fim com um anúncio oficial realizado no final da tarde desta terça-feira.

Todas as produções da Disney, incluindo desenhos animados da Pixar e outros estúdios, passarão a ser exibidos em um serviço de streaming próprio a partir de 2019.

A investida representa um duro golpe para a Netflix e para seus usuários, ao mesmo tempo que sinaliza o surgimento de um novo gigante nos serviços over-the-top, um concorrente pesado no ecossistema. Para consolidar sua posição, a Disney realizou simultaneamente uma tomada hostil da BAMTech, empresa responsável pela tecnologia de streaming utilizada pela HBO, MLB, NHL e WWE. Anteriormente, a Disney possuía controle de 33% da companhia, comprados por um bilhão de dólares no ano passado, e agora adquiriu mais 42% das ações, pela cifra de US$1.48 bilhão.

“O cenário de mídia está sendo gradativamente definido por relações diretas entre criadores de conteúdo e consumidores”, declarou Robert A. Iger, Diretor e CEO da The Walt Disney Company. “E nosso controle da gama completa de tecnologias inovadoras da BAMTech irá nos trazer o poder para forjar essas conexões, juntamente com a flexibilidade para nos adaptar rapidamente às mudanças de mercado”, completou.

A Disney claramente não está medindo gastos para assumir para si a tarefa de transmitir por streaming seu vasto catálogo de produções. O anúncio provocou uma valorização das ações da BAMTech na Bolsa de Valores ao mesmo tempo que causou uma queda de 4% nos papéis da Netflix.

A estratégia da Netflix de comprar a Millarworld faz muito mais sentido agora que está claro que o serviço de streaming poderá perder as séries da Marvel em 2019. Embora a Disney em seu anúncio não mencione outras propriedades como Marvel e Star Wars, é quase certo que a gigante irá preferir utilizar sua própria plataforma para distribuição.

O melhor caminho para a Netflix nesse momento seria ter o controle de seu próprio conteúdo e evitar a dependência de parcerias. Para o consumidor, resta saber como lidar com esse futuro das plataformas de consumo de vídeo, que aparentemente caminham para uma inevitável fragmentação.

Você pode se interessar

TypeScript // Dicionário do Programador
Vídeos
1,655 compartilhamentos6,808 visualizações
Vídeos
1,655 compartilhamentos6,808 visualizações

TypeScript // Dicionário do Programador

Thais Cardoso de Mello - 18 de março de 2019

TypeScript é o termo falado nesse Dicionário do Programador, conheça mais sobre o assunto.

Promoções de Jogos do Final de Semana (15/03)
Notícias
11 visualizações
Notícias
11 visualizações

Promoções de Jogos do Final de Semana (15/03)

Carlos L. A. da Silva - 15 de março de 2019

Confira as melhores ofertas de jogos de PC para o final de semana.

Mega Bate-Papo com o Programador BR (feat. Igor Oliveira) // CDF Entrevista
Vídeos
1,655 compartilhamentos6,812 visualizações
Vídeos
1,655 compartilhamentos6,812 visualizações

Mega Bate-Papo com o Programador BR (feat. Igor Oliveira) // CDF Entrevista

Thais Cardoso de Mello - 14 de março de 2019

Batemos um papo muito divertido e informativo com o Igor Oliveira (do canal Programador BR).

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

Mais publicações

World Wide Web completa 30 anos!
Notícias
13 visualizações
13 visualizações

World Wide Web completa 30 anos!

Carlos L. A. da Silva - 12 de março de 2019
Ada Lovelace: o cérebro que nunca morre
Artigos
134 visualizações1
134 visualizações1

Ada Lovelace: o cérebro que nunca morre

Carlos L. A. da Silva - 12 de março de 2019
Scrum // Dicionário do Programador
Vídeos
15 visualizações
15 visualizações

Scrum // Dicionário do Programador

Thais Cardoso de Mello - 11 de março de 2019