0 Compartilhamentos 156 Views

IDC faz mapa completo do crime eletrônico na América Latina

12 de setembro de 2016

A Microsoft encomendou um levantamento para o IDC para traçar um dos mais completos mapas já feitos do crime eletrônico na América Latina.

Roberto Arbelaez, Conselheiro-Chefe de Segurança da Microsoft nas Américas, aproveitou o resultado da pesquisa para dar dicas de proteção para o mercado corporativo.

Segundo a Microsoft, “o mundo empresarial necessita usar soluções seguras, e a computação na nuvem representa uma oportunidade de reduzir custos, riscos e esforços administrativos das plataformas de TI e software”. Arbelaez foi mais à fundo e apresentou o que considera os sete pilares da segurança tecnológica:

  • Infraestrutura robusta – Para garantir um bom nível de segurança, é fundamental ter uma infraestrutura robusta. Portanto, deve-se investir em vários aspectos: arquitetura, design de um esquema de proteção, operações e práticas seguras, além de uma boa gestão de riscos.
  • Arquitetura Pense na análise do projeto de uma prisão ou de uma base militar. Sempre devemos levar em consideração qual é a finalidade de um edifício. Ele abrigará réus de alta periculosidade? Que informações e objetos ficarão dentro de uma área militar?
  • Design O sistema precisa ser projetado como um todo, já que ele é formado por um conjunto de componentes que devem ser protegidos individualmente. Uma infraestrutura segura leva em conta um design geral da solução sem deixar de prestar atenção à proteção dos dados. Dessa forma, há uma segurança específica para cada um dos elementos: servidores, computadores, a rede, os componentes de comunicação etc.
  • Operações seguras Ao configurar um serviço ou registrar um usuário, essas ações estão relacionadas a uma interação com um sistema e também devem ser feitas com segurança. Uma pessoa pode até ter um automóvel extremamente seguro e equipado com os melhores acessórios de segurança, mas acabará sofrendo um acidente se dirigir bêbado ou ultrapassar o limite de velocidade da via.
  • Boas práticas É preciso considerar as “boas práticas” que estabelecem qual é a melhor forma de atuar na maioria dos casos e das vezes. Precisamos saber como são essas boas práticas e adotá-las para ter uma referência de aprimoramento. Sem ter um objetivo, é impossível melhorar. E isso também é aplicável à segurança.
  • Gestão de riscos Todas as empresas são diferentes. Cada setor tem suas próprias ameaças e exposições a riscos específicos. Por isso, é importante contar com uma referência. Quais seriam as circunstâncias de uma PME? Depende da área de atuação e da importância das informações com as quais essa empresa trabalha. Traçar um panorama de riscos gera certeza na hora de avaliar até que ponto deve-se otimizar o sistema e o que é preciso priorizar.
  • Computação na nuvem A nuvem possibilita a realização de operações seguras por causa de sua arquitetura e de seu design de soluções. A arquitetura da nuvem assemelha-se a uma fortaleza. Ela já fica armada, e as operações e configurações são feitas pelo provedor, motivo pelo qual há menos exposição aos riscos.

O IDC criou um infográfico com a análise dos dados levantados, um gigantesco painel da segurança eletrônica no continente. Confira abaixo:

20160909_LA16023_IDC_Latin_America_Infographics_v2

 

Você pode se interessar

Promoções de Jogos do Final de Semana (20/09)
Notícias
6 visualizações
Notícias
6 visualizações

Promoções de Jogos do Final de Semana (20/09)

Carlos L. A. da Silva - 21 de setembro de 2019

Confira as melhores ofertas de jogos de PC para o final de semana.

Como enlouquecer os rastreadores de internet
Dicas
9 visualizações
Dicas
9 visualizações

Como enlouquecer os rastreadores de internet

Carlos L. A. da Silva - 18 de setembro de 2019

Track This é um experimento criado pelo time do Firefox que vai alterar completamente o perfil que os anunciantes tem de você.

A história de Amazônia, o primeiro jogo brasileiro!
Artigos
9 visualizações
Artigos
9 visualizações

A história de Amazônia, o primeiro jogo brasileiro!

Carlos L. A. da Silva - 17 de setembro de 2019

Como um programador iniciante criou um adventure clássico que atravessou décadas.

Mais publicações

VIM (Amado ou Odiado?) // Dicionário do Programador
Vídeos
6 visualizações
6 visualizações

VIM (Amado ou Odiado?) // Dicionário do Programador

Thais Cardoso de Mello - 16 de setembro de 2019
Promoções de Jogos do Final de Semana (13/09)
Notícias
11 visualizações
11 visualizações

Promoções de Jogos do Final de Semana (13/09)

Carlos L. A. da Silva - 13 de setembro de 2019
Como usar os novos atributos de link do Google
Dicas
11 visualizações
11 visualizações

Como usar os novos atributos de link do Google

Carlos L. A. da Silva - 11 de setembro de 2019