0 Compartilhamentos 228 Views

Mapa mostra um mundo diferente se países tivessem o tamanho do número de seus domínios

14 de março de 2016

O que aconteceria se o tamanho dos países fosse proporcional ao número de sites que usam seus Top-Level Domains (TLD)?

Pensando nessa pergunta, a empresa inglesa de registro de domínios Nominet criou um mapa especial que é muito diferente do mapa que conhecemos das aulas de Geografia.

Nesse novo mapa do mundo por quantidade de TLDs registrados, o minúsculo arquipélago de Tokelau, administrado pela Nova Zelândia, é um gigante sem rival, enquanto os Estados Unidos ficam bem para trás, com metade da área do Brasil. Infelizmente, todo o continente africano fica menor que a Itália. Confira o mapa abaixo (clica que amplia):

online-world-vitrine

A discrepância é explicada pela quantidade de domínios registrados. O mapa ignora, por exemplo, os domínios .com, adotados pela maioria das empresas americanas, mas considerado um TLD internacional e não dos Estados Unidos. O TLD oficial (.us) não é muito popular no país e menos de 1.7 milhões de domínios utilizam a terminação, contra 123 milhões terminados em .com no mundo todo. Se considerado, o TLD .com seria maior que a soma de todos os outros domínios nacionais exibidos no mapa.

Em contrapartida, o modesto Tokelau, com menos de 1500 habitantes registrados no censo de 2011, carrega a impressionante marca de mais de 31 milhões de domínios cadastrados com o TLD .tk. Essa imensa popularidade se deve ao fato do território ter adotado um modelo diferente de registro: qualquer indivíduo, em qualquer lugar do mundo, pode registrar um domínio .tk sem pagar nada. O modelo é sustentado através da publicidade obrigatória e acredita-se que seja responsável por 1/6 do PIB do território.

Na América Latina, o Brasil lidera com seus domínios .br, totalizando mais de 3.7 milhões de registros, bem na frente do segundo lugar da Colômbia, que marca pouco mais de 2 milhões de domínios que usam seu TLD, o .co.

Embora um sexto da população mundial viva no continente africano, as péssimas condições sociais e financeiras da maioria dos seus países fazem com que apenas 15% da África tenha acesso à Internet. Essa desigualdade digital se reflete na baixa quantidade de domínios registrados com os TLD dos países que fazem parte do continente.

Você pode se interessar

Vídeos
1,655 compartilhamentos6,805 visualizações

Reagindo a Vagas de Estágio // Vlog React #91

Thais Cardoso de Mello - 21 de março de 2019

Confira no vídeo se o que dizem sobre os estágio no Brasil realmente faz sentido.

A Inteligência Artificial que era perigosa demais
Artigos
3 visualizações
Artigos
3 visualizações

A Inteligência Artificial que era perigosa demais

Carlos L. A. da Silva - 21 de março de 2019

A estranha história da pesquisa que precisou ser engavetada por um bom motivo...

TypeScript // Dicionário do Programador
Vídeos
1,655 compartilhamentos6,808 visualizações
Vídeos
1,655 compartilhamentos6,808 visualizações

TypeScript // Dicionário do Programador

Thais Cardoso de Mello - 18 de março de 2019

TypeScript é o termo falado nesse Dicionário do Programador, conheça mais sobre o assunto.

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

Mais publicações

Promoções de Jogos do Final de Semana (15/03)
Notícias
11 visualizações
11 visualizações

Promoções de Jogos do Final de Semana (15/03)

Carlos L. A. da Silva - 15 de março de 2019
Mega Bate-Papo com o Programador BR (feat. Igor Oliveira) // CDF Entrevista
Vídeos
1,655 compartilhamentos6,812 visualizações
1,655 compartilhamentos6,812 visualizações
World Wide Web completa 30 anos!
Notícias
13 visualizações
13 visualizações

World Wide Web completa 30 anos!

Carlos L. A. da Silva - 12 de março de 2019
Ada Lovelace: o cérebro que nunca morre
Artigos
136 visualizações1
136 visualizações1

Ada Lovelace: o cérebro que nunca morre

Carlos L. A. da Silva - 12 de março de 2019