0 Compartilhamentos 331 Views

Mozilla lança o Firefox Quantum

14 de novembro de 2017

Finalmente chegou o dia: conforme prometido, a Mozilla disponibilizou hoje para todos os usuários o aguardado Firefox Quantum, a mais poderosa versão do seu navegador nos últimos treze anos.

Na prática, trata-se da versão 57 do Firefox, mas ele traz mudanças tão radicais para o programa que a Mozilla optou por rebatizar o produto, de olho na reconquista do mercado perdido para o rival Chrome, do Google.

O novo navegador muda completamente seu motor, prometendo uma performance muito mais veloz que a concorrência: de acordo com a entidade,  o Firefox Quantum consegue ser 2 vezes mais rápido que o Firefox de um ano atrás e consome 30% menos recurso de memória que o Chrome, além de trazer um visual novo e arrojado. Confira a prévia em vídeo lançada hoje:

O Firefox Quantum já se encontra disponível para download no site oficial, mas usuários do Firefox 56 também podem fazer a atualização automaticamente ou através do menu Ajuda | Sobre o Firefox. O novo navegador também está sendo distribuído gradualmente para dispositivos Android e uma versão para iOS deverá estar pronta em breve.

Apesar da ênfase na velocidade e na performance, outra grande novidade do Firefox Quantum é sua nova interface, batizada de Photon. Segundo a Mozilla, “seu objetivo é modernizar e unificar qualquer coisa que chamemos de Firefox, aproveitando o novo e rápido mecanismo”. Mas o conceito de velocidade também está presente: “a Photon UI em si é incrivelmente rápida e suave. Para criar o Photon, nossa equipe de pesquisa de usuários estudou como as pessoas navegavam na web. Nós olhamos para o hardware do mundo real para fazer o Firefox parecer ótimo em qualquer exibição, e nós nos certificamos de que o Firefox se parece e funciona como o Firefox, independentemente do dispositivo que você está usando”.

Toda essa mudança tem um preço: o ecossistema antigo de extensões sofreu uma baque brusco, com o abandono do modelo tradicional de construção em favor da API WebExtension. Em outras palavras, a maior parte das extensões desenvolvidas nos últimos anos não tem mais suporte no Quantum, a menos que seus criadores tenham atualizado sua estrutura. É um “apocalipse” que já havia sido anunciado pela Mozilla e foi oferecido um período bastante extenso para que os desenvolvedores migrassem suas extensões para o novo modelo. Infelizmente, a adesão foi bem abaixo do esperado.

Resta saber agora se o Firefox Quantum conseguirá recuperar o tempo perdido e voltar a ser um competidor de peso para a atual hegemonia do Chrome na web.

Carregando...

Você pode se interessar

Promoções de Jogos do Final de Semana (20/11)
Notícias
9 visualizações
Notícias
9 visualizações

Promoções de Jogos do Final de Semana (20/11)

Carlos L. A. da Silva - 20 de novembro de 2020

Confira as melhores ofertas de jogos de PC para o final de semana.

Top 10 soft skills para desenvolvedores
Artigos
9 visualizações
Artigos
9 visualizações

Top 10 soft skills para desenvolvedores

Carlos L. A. da Silva - 20 de novembro de 2020

Não basta saber programar bem... confira o que as empresas também estão procurando em um profissional de desenvolvimento.

Como detectar um bloqueador de anúncios usando uma linha de Javascript
Dicas
15 visualizações
Dicas
15 visualizações

Como detectar um bloqueador de anúncios usando uma linha de Javascript

Carlos L. A. da Silva - 18 de novembro de 2020

Bloqueadores já são uma realidade, mas você não precisa de muito código para descobrir quando eles estão ativos.

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

Mais publicações

Promoções de Jogos do Final de Semana (13/11)
Notícias
20 visualizações
20 visualizações

Promoções de Jogos do Final de Semana (13/11)

Carlos L. A. da Silva - 13 de novembro de 2020
Como extrair imagens de um documento Word/LibreOffice com inteligência
Dicas
19 visualizações
19 visualizações
Promoções de Jogos do Final de Semana (06/11)
Notícias
24 visualizações
24 visualizações

Promoções de Jogos do Final de Semana (06/11)

Carlos L. A. da Silva - 6 de novembro de 2020