0 Compartilhamentos 66 Views

Os mais populares de 2019: Google, YouTube, Spotify e mais

20 de dezembro de 2019

Não tem um ano na História da Humanidade que não tenha sua cota de grandes momentos e grandes tensões, suas alegrias e suas frustrações. Reclamar que esse ano foi ruim é tão comum quanto esperar que o próximo seja melhor.

No mundo dos algoritmos, esses sentimentos não importam e os principais serviços online calculam tudo que foi popular no ano, tudo que fez parte do cotidiano de seus usuários: Google, YouTube, Spotify… a lista é grande e está espalhada por diversas páginas, mas nós reunimos tudo aqui na forma de um painel geral do que bombou em 2019.

Google em 2019

O mecanismo de busca mais utilizado no planeta é claramente a ferramenta perfeita para identificar o que se passou na grande mente coletiva da raça humana nesse ano que se encerra. Como é tradição do serviço, o Google publicou um relatório dos termos mais buscados em seu sistema:

A partida de futebol entre as seleções da Índia e da África do Sul foi o ápice da pesquisa global esse ano, para surpresa de muitos brasileiros. A morte prematura do ator Cameron Boyce ocupou a segunda colocação no ranking mundial, enquanto o futebol voltou ao topo, conquistando o terceiro lugar com a Copa América.

Aqui no Brasil, os resultados também foram divididos entre futebol e a morte de uma celebridade. A Copa América ocupou o topo do ranking nacional, seguido pela Tabela do Brasileirão. A morte do apresentador de televisão Gugu Liberato ficou em terceiro lugar entre os assuntos mais pesquisados pelos brasileiros em 2019.

YouTube em 2019

Com a plataforma de vídeos ocupando um espaço cada vez maior no dia a dia dos internautas, essa é outra ferramenta fundamental para se compreender os interesses culturais do planeta nesse ano. O YouTube Rewind é o relatório anual de tendências do serviço de vídeo e, ainda que ele tenha adotado um controverso formato diferente esse ano, difícil de navegar, ele segue sendo como a visão mais oficial do que fez sucesso na plataforma.

PewDiePie segue sendo um dos mais visualizados criadores de vídeo da plataforma, mas o brasileiro Felipe Neto conseguiu uma ascensão relevante em 2019 e conquistou o segundo lugar global no YouTube entre os mais vistos. Minecraft também segue na liderança entre os jogos mais acessados, seguido por Fortnite e Grand Theft Auto, sem nenhuma novidade.

No Brasil, o vídeo “Ticolé é muito bom” conquistou a primeira posição em Tendências e já acumula nada menos que 39 milhões de visualizações e o terceiro lugar em termos de curtidas na plataforma. Se você ainda não existiu, essa é sua chance de conhecer esse fenômeno inesperado: um vídeo amador produzido por dois adolescentes de Porto Alegre que cativou o país.

Para surpresa de ninguém, Whindersson Nunes arrematou o primeiro lugar em volume de curtidas, com seu vídeo de reação ao filme Bird Box, da Netflix.

Entretanto, de acordo com um levantamento da Forbes, as grandes estrelas do YouTube, as fortunas escondidas que não ganham destaque no Rewind, novamente são crianças ou criadores de conteúdo para o público infantil. Essa não é uma tendência recente, é uma faceta da plataforma que segue sendo ignorada pelas manchetes, mas que gerou problemas com a legislação norte-americana e provocou uma reação do próprio YouTube.

Spotify em 2019

O serviço de streaming não chega a ser um monopólio, mas é inegável que ele domina a forma como a música é consumida nos dias atuais. Saber que nomes conquistaram o topo do pódio no Spotify é saber que cantores, bandas e músicas não saíram da cabeça das pessoas em 2019.

Assim como todos os outros serviços, o Spotity também fez uma retrospectiva do ano que está acabando, embora esse resultado, como tudo na plataforma, seja customizado para cada usuário. Basta se logar na página indicada e navegar pelas categorias: é possível visualizar as suas músicas mais ouvidas do ano, mas também conferir o resultado da década inteira.

Porém, para entender a mente global em 2019, é preciso acessar a postagem que o próprio Spotify fez no início de dezembro. O resultado não é regional ou individual, mas relacionado ao serviço como um todo. De acordo com o Spotify, Post Malone foi o artista com o maior volume de streaming no serviço, com nada menos que 6.5 bilhões de músicas tocadas em 2019. O segundo lugar ficou com Billie Eilish (6 bilhões de streams), enquanto Ariana Grande conquistou o terceiro lugar (com um número não divulgado de músicas executadas na plataforma). Porém, nenhum desses artistas é o responsável pela faixa mais tocada: a canção mais ouvida do ano no Spotify é “Señorita”, uma colaboração de  Shawn Mendes e Camilla Cabello, com um bilhão de execuções no serviço.

O Spotify também deu destaque aos Podcasts em sua lista de 2019, como não poderia deixar de ser. A nova mídia cresceu de forma meteórica esse ano, em grande parte fomentada pelo suporte do próprio Spotify, que jogou os holofotes nessa indústria. Números levantados por uma pesquisa recente revelam que esse foi um ano extremamente positivo para o crescimento dos podcasts e que o volume deles aumentou consideravelmente desde 2018.

Google Play Store em 2019

A maior loja oficial da maior plataforma móvel em volume de usuários é consequentemente um termômetro dos hábitos de consumo dos usuários móveis. Porém, ao invés de trabalhar apenas com números precisos de utilização da sua loja, o Google também realiza um processo eleitoral para descobrir os melhores aplicativos, jogos e conteúdo de mídia disponíveis no ano.

Na eleição popular, o editor de vídeo Glitch Video Effects surpreendeu e conquistou a liderança entre os aplicativos. O jogo Call of Duty Mobile levou a preferência entre os games, consolidando uma franquia que já é campeã em outras plataformas. Entre os filmes, não deu outra: Vingadores:Ultimato foi o favorito dos eleitores. Na categoria livros, Histórias Assustadoras para Contar no Escuro foi campeã de votos do público.

Talvez o Google utilize um modelo de votação baseado apenas no lançamento de conteúdo que aconteceu no ano para evitar a repetição ano a ano. Novamente, em 2019, os aplicativos mais baixados foram Facebook, Facebook Messenger e WhatsApp, segundo o levantamento anual do App Annie. No Top 10, apenas o aplicativo Likeee, de criação de vídeos curtos, é novidade, certamente impulsionado pelo crescimento da rede social TikTok.

Em termos de entretenimento, em 2019, a série mais vendida na Play Store foi Game of Thrones, que entregou sua temporada final esse ano, após uma longa espera dos fãs. Em volume de vendas, Vingadores: Ultimato também conseguiu o primeiro lugar entre os filmes. The Mister arrebatou a liderança entre os ebooks mais vendidos, enquanto Becoming foi o audiobook campeão de vendas.

Github em 2019

Com 44 milhões de repositórios de códigos registrados somente em 2019, o Github é a meca dos desenvolvedores e acompanhar seus bastidores é entender tudo que é tendência nesse universo. Felizmente, o serviço é transparente com seus números e divulga anualmente o chamado The State of the Octoverse, que funciona com um painel sobre tudo que aconteceu ao longo do ano.

Ao todo, a plataforma apresenta cerca de 40 milhões de usuários, sendo que 10 milhões desses se registraram em 2019, o que demonstra o impressionante crescimento do Github esse ano. A plataforma se orgulha, com razão, de ter se tornado fonte de informação de 1.7 milhão de estudantes em 2019, que aprenderam a codificar ali, cerca de 55% a mais do que foi em 2018.

Das 50 maiores empresas da lista Global Fortune, 35 delas contribuem com conteúdo de peso para o Github e para a comunidade open source, sendo que 29 delas estão construindo seus programas através do plano Github Enterprise e, consequentemente, ajudando a manter a plataforma viva financeiramente e gratuita para os demais usuários.

TensorFlow ganhou destaque na retrospectiva, como um dos projetos mais populares do ano na plataforma. Cerca de 10 mil usuários contribuíram diretamente para o projeto no período, enquanto 25 mil desenvolvedores trabalharam em suas dependências.

Linguagens de programação em 2019

O Índice Tiobe seguiu sendo uma referência para desenvolvedores do mundo inteiro, apresentando as tendências do ano em termos de linguagem de programação. O resultado final só será divulgado no início de 2020, mas já é possível identificar os campeões desse ano que se encerra.

Java mantém a liderança entre as linguagens mais utilizadas por programadores e não mostra sinais de declínio. Muito pelo contrário: entre dezembro de 2018 e dezembro de 2019, o uso do Java cresceu 1.32% de acordo com o Tiobe. C e Python apresentaram um crescimento maior, mas não conseguiram alcançar o topo e mantiveram respectivamente o segundo e o terceiro lugar no ranking.

Dentre as linguagens que mais subiram no índice, temos Ruby, que ascendeu seis posições e foi do 17º lugar para o 11º, e D, que saltou da 25ª posição para a 18ª. Em contrapartida, MATLAB despencou, caindo nos últimos doze meses da 13ª colocação para a 17ª.

Lembrando que o Índice Tiobe é computado a partir de diversas fontes, para computar a popularidade, incluindo dados de mecanismos de busca, vendedores terceirizados, comunidade de usuários etc. Ele não reflete a qualidade da linguagem de programação ou mesmo o volume de linhas de código aplicadas.

 

 

Você pode se interessar

25 anos de Delphi: produtividade e performance
Artigos
6 visualizações
Artigos
6 visualizações

25 anos de Delphi: produtividade e performance

Carlos L. A. da Silva - 26 de fevereiro de 2020

Em 14 de fevereiro de 1995, um novo competidor chegava ao mercado, conciliando o melhor de dois mundos.

Promoções de Jogos do Final de Semana (21/02) – Edição da Folia!
Notícias
16 visualizações
Notícias
16 visualizações

Promoções de Jogos do Final de Semana (21/02) – Edição da Folia!

Carlos L. A. da Silva - 21 de fevereiro de 2020

Confira as melhores ofertas de jogos de PC para o final de semana.

A Microsoft salvou um filme inteiro em um pedaço de vidro e isso é o futuro chegando
Artigos
36 visualizações
Artigos
36 visualizações

A Microsoft salvou um filme inteiro em um pedaço de vidro e isso é o futuro chegando

Carlos L. A. da Silva - 21 de fevereiro de 2020

Project Silica guardou o filme Superman, de 1978, em um pedaço de quartzo de vidro.

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

Mais publicações

Como baixar o Windows 10 de graça a partir de versões anteriores
Dicas
19 visualizações
19 visualizações

Como baixar o Windows 10 de graça a partir de versões anteriores

Carlos L. A. da Silva - 18 de fevereiro de 2020
15 anos de Google Maps
Artigos
26 visualizações
26 visualizações

15 anos de Google Maps

Carlos L. A. da Silva - 16 de fevereiro de 2020
Promoções de Jogos do Final de Semana (14/02)
Notícias
25 visualizações
25 visualizações

Promoções de Jogos do Final de Semana (14/02)

Carlos L. A. da Silva - 14 de fevereiro de 2020
Como consertar a busca do Windows 10
Dicas
27 visualizações
27 visualizações

Como consertar a busca do Windows 10

Carlos L. A. da Silva - 12 de fevereiro de 2020